Quebrando a Banca Cespe: 12 Dicas para arrasar nas provas do Cespe/UnB

Quebrando a Banca Cespe: 12 Dicas para arrasar nas provas do Cespe/UnB

Você já passou por isso? Quando você se “mata” estudando, esforça-se ao máximo para memorizar os conteúdos exigidos no edital do seu concurso, assiste às aulas, o material impresso e fica animado quando tem aquela sensação de que entendeu o que o professor explicou e as coisas começam a fazer sentido…

Como você já sabe a importância de fazer questões para assimilar melhor a matéria, resolve fazer uma bateria de exercícios. Mas ao corrigi-los, decepciona-se com a quantidade de erros “bobos” que cometeu.

Ao avaliar seu desempenho talvez você se culpe por não conseguir memorizar o conteúdo ou por não ter prestado atenção direito na hora de marcar a resposta.

Mas será que você deve apenas revisar a maneira que vem estudando, ou precisa analisar a maneira que está respondendo as questões?

Usar técnicas de estudos para melhorar a sua aprendizagem e memorização são fundamentais para passar em um concurso público, mas não é só isso.

Existe um detalhe que muitos candidatos negligenciam. Algo que pode lhe garantir uma grande vantagem no dia da prova: conhecer bem a banca.

Tão importante quanto estudar os conteúdos exigidos no concurso é saber como enfrentar o desafio de resolver as questões da prova. Esse conhecimento precisa ser adquirido antes da prova do concurso ser realizada.

Isso é importante por dois motivos:

para que você consiga direcionar seus estudos de acordo com a banca que irá organizar seu concurso e tentar garantir a melhor pontuação possível;

para estar preparado psicologicamente para o estilo de cobrança da prova;

Como cada banca organiza suas provas de maneira diferente, a forma de se preparar para cada uma delas também deve ser diferente.

Portanto, ter uma estratégia de resolução da prova para não ser pego de surpresa e não se deixar confundir pelas pegadinhas e “cascas de banana” que aparecem aos montes nas provas, pode ser a diferença entre quem consegue ser nomeado e quem fica no quase, muitas vezes perdendo a vaga para seu concorrente por um ou dois pontos.

Meu objetivo com esse artigo será mostrar algumas técnicas direcionadas para banca Cespe/UnB, uma das mais importantes organizadoras de concursos da atualidade, que inclusive foi a banca escolhida pra fazer o concurso do INSS.

As dicas que que você vai encontrar aqui irão ajudá-lo a fazer a prova com mais segurança, inteligência e perspicácia.

Essas técnicas servem tanto para quem nunca prestou concurso quanto para aqueles que não tiveram uma boa experiência com tal banca.

Siga lendo e conheça!

O perfil do Cespe/UnB


O perfil do Cespe/UnB

Sem dúvida a banca Cespe/UnB é uma das mais temidas por quem sonha em conquistar um cargo público. Sua fama de ser uma banca extremamente difícil e de aplicar provas muito bem elaboradas pode ser comprovada pela análise feita em suas provas.

Suas questões cobram mais do que apenas a decoreba, exigem raciocínio, entendimento da matéria, capacidade de analisar e interpretar dados, gráficos e tabelas, e, muitas vezes, contam com questões interdisciplinares.

Com enunciados e textos longos, a banca usa a própria ansiedade e a falta de atenção do candidato contra ele mesmo.

Muitos, por não saberem como administrar o tempo da prova, não leem o enunciando com a devida atenção e são induzidos ao erro por não perceberem que tem uma pegadinha escondida na questão.

Portanto, é fundamental que você aprenda a controlar a ansiedade, para que ela não atrapalhe seu projeto de ser concursado!

Está gostando do artigo? Quer ficar por dentro das novidades, então cadastre seu e-mail logo abaixo!

CONTEÚDO VIP

Insira seu e-mail abaixo e receba gratuitamente dicas surpreendentes sobre como estudar para concursos públicos!

Fique tranquilo, NUNCA enviamos spam!

O sistema de correção

Em alguns concursos, a banca utiliza a modalidade de múltipla escolha, mas na grande maioria das vezes suas provas oferecem apenas duas opções de resposta: Certo ou Errado. Essa “tática” serve para eliminar candidatos despreparados e indecisos e para dificultar o chute.

Outra particularidade das provas do Cespe é a penalização dos erros cometidos, o que pode mudar drasticamente a sua pontuação após a correção final da prova.

Os sistemas de correção mais utilizados são: 1×1 e 2×1.

  • 1×1 – quando uma questão que você errou, anula uma que você acertou;
  • 2×1 – A cada dois erros cometidos por você, um acerto é anulado.

Como você pode notar até aqui, a Cespe faz jus a sua fama de banca difícil.

Mas não deixe que isso desanime você. Com uma boa preparação e uma estratégia de prova bem definida, você descobrirá que é possível conseguir uma pontuação capaz de garantir a sua aprovação.

Agora que você já conhece um pouco do perfil da banca, está na hora de saber como fazer a prova.

Siga lendo e aprenda: 

12 dicas para arrasar nas provas do Cespe/UnB


12 dicas para arrasar nas provas do Cespe/UnB

A melhor estratégia para passar em um concurso público é unir técnicas de aprendizagem com o conhecimento sobre a banca que vai organizar o concurso.

O número de candidatos que buscam um diferencial está cada vez maior, o que torna a disputa mais acirrada ainda.

Portanto, é fundamental que você busque ter uma vantagem competitiva maior e conheça alguns segredos e macetes usados por pessoas que já obtiveram sucesso com essa banca.

São informações como estas que podem lhe assegurar uma vantagem sobre seu concorrente. Afinal de contas, em uma prova como a do Cespe cada ponto vale “ouro”.

Vamos começar com algumas dicas básicas, mas que quando colocadas em prática, aumentam suas chances de ser aprovado nas provas do Cespe.

Dica #01 – Confira seu edital

Essa é a dica mais óbvia para quem já está acostumado a fazer concurso público, mas muitos principiantes se esquecem de ler o edital.

É no edital que você vai encontrar as informações a respeito da sua prova e os critérios de correção: se vai ser de múltipla escolha; como será a penalidade dos erros, se 1X1 ou 2X1.

Essas informações são fundamentais para a elaboração da sua estratégia e para aplicação de algumas técnicas.

Dica #02 – Comece a prova pela matéria que sabe mais

Você não precisa fazer a prova na ordem em que ela foi apresentada para você. Comece por matérias que você estudou mais, que tem mais facilidade e que sente mais segurança. Deixe a parte que envolve cálculos e as disciplinas que você tem mais dificuldade para depois.

Dica #03 – Marque primeiro as questões que você tem certeza de que sabe a resposta

Responder primeiro as questões que você sabe de “cara” ajudará você a usar melhor o tempo e a lhe manter confiante para fazer o restante da prova. Quando se deparar com uma questão que deixou você em dúvida, use a dica 04.

Dica #04 – Destaque as questões que você não sabe e as que você ficou em dúvida

Quando você ficar em dúvida, destaque a questão com um ponto de interrogação, por exemplo, para que você consiga lembrar dela quando for revisar a prova.

Já aquelas que você não sabe, porque não estudou, destaque de outra forma.

Dica #05 – Redobre sua atenção

Fique muito atento às cascas de bananas escondidas nas questões. Preste muita atenção durante toda a prova e fique esperto quando você se deparar com palavras como: exclusivamente, totalmente, sempre

Dica #06 – Leia as questões com calma

Muitas pegadinhas estão escondidas à vista de todo mundo, em frases que, aparentemente, estão totalmente certas, ou totalmente erradas, mas que contém uma palavra que muda todo o sentido da frase.

Dica #07 – Evite o chute aleatório

Você precisa estar consciente de que dificilmente irá saber todas as respostas para todas as questões que cairão na prova. E que chutar só por chutar pode ser um grande erro.

O chute pode ser seu aliado se você souber como chutar de maneira eficiente. Algumas, técnicas, quando bem usadas, podem alavancar sua nota de 5 a 10%, saiba mais nas dicas 11 e 12.

Dica #08 – Cuidado ao preencher o cartão resposta

Se você errar na hora de passar a resposta para o cartão, marque as duas opções. Ao fazer isso, você estará anulando a questão. Quando uma questão é anulada, você não pontua.

Dica #09 – Treine, treine e treine!

Inclua questões na sua preparação. Além de ajudar você assimilar a matéria, as questões são fundamentais para você pegar o jeito da banca.

Não esqueça de tirar um tempo para analisar seus erros, você aprende muito mais com erros do que com acertos. Aproveite para identificar suas fraquezas e dificuldades.

Dica #10 – Esteja preparado PSICOLOGICAMENTE

Enfrentar uma prova, independentemente da banca, é muito desgastante.

O desgaste é físico, mental e emocional. Portanto, não descuide dessas áreas. Durante a preparação, reserve um tempo para simular a prova, tal como vai ser no dia do concurso.

Lembre-se, nem sempre são os melhores ou mais inteligentes que conseguem ficar entre os que serão nomeados, e sim os que estão mais preparados, tanto intelectual quanto psicologicamente.

Estar seguro na hora de fazer a prova é fundamental para que você consiga alcançar um bom resultado.

Dica de ouro #01 – Esteja preparado para chutar


Dica de ouro #01 - Esteja preparado para chutar

Para passar em um concurso você precisa ter uma boa preparação, mas nem sempre isso é suficiente.

É humanamente impossível memorizar todo o conteúdo cobrado pela banca e mesmo que você tenha se dedicado aos estudos, na hora da prova não irá conseguir encontrar todas as respostas e a dúvida entre uma opção e outra é inevitável.

Nessa hora, muitos ficam se perguntando:

“Será que vale a pena chutar? Ou devo deixar as questões em branco? ”

Ao usar o sistema de punição de erro o Cespe “manipula” a mente dos candidatos, fazendo com que muitos evitem o chute para não correr o risco de perder uma resposta certa, a alternativa encontrada pela maioria é deixar as questões em branco.

No entanto, se você deixar muitas questões em branco, poderá não atingir a pontuação necessária para ficar entre os que serão nomeados. Nessa hora, o chute é necessário.

Mas, você não deve chutar só por chutar e sim usar o chute consciente!

Nos últimos anos, várias pesquisas foram feitas para comprovar se o chute dá certo ou não. O resultado surpreendeu muita gente que não acreditava no chute: a probabilidade de acertos é maior do que 50%.

É claro que o resultado é bem mais significativo quando você tem um certo conhecimento sobre o assunto por já ter tido contato com a matéria antes. Especialistas chamam esse conhecimento de residual.

Por exemplo, quando você vê uma questão da prova pela primeira vez, imediatamente vem na sua mente uma resposta: certo ou errado. Mesmo que você não tendo certeza da resposta sua intuição lhe dá uma pista.

A chance da sua intuição estar certa é maior do que 50%! Isso se deve ao conhecimento residual. Para que sua intuição chegue a essa resposta, ela usa o conhecimento que está armazenado inconscientemente na sua memória, isso acontece em milésimos de segundos após você ler a questão.

Mas como o Cespe usa o medo do erro para evitar que o candidato chute, muitos desperdiçam a chance de alavancar sua nota, por não chutar.

É claro que você não vai acertar 100% das vezes, e que você deve focar na sua preparação e usar o chute como último recurso.

Entretanto, conhecer as técnicas de chute e usá-las de maneira estratégica podem ajudar você a melhorar seu desempenho na prova. Pesquisas já confirmaram que as técnicas de chute, quando bem usadas, podem aumentar de 5 a 10% o resultado final da prova.

Dica de ouro #02 – Conheça os Segredos da Cespe/UnB

Até aqui você aprendeu algumas técnicas para aumentar seu resultado nas provas do Cespe/UnB. Caso você queira se aprofundar mais no assunto, conheça o método criado pelo professor André Coelho, Auditor do TCE/ES e especialista na banca Cespe.

No seu curso SEGREDOS DA CESPE ele ensina o passo a passo de como alavancar sua pontuação nas provas do Cespe. Esse método tem ajudado muitos candidatos a obter sucesso nos concursos organizados por esta banca e pode ser um importante diferencial para você.

Clicando na imagem abaixo você irá para uma página onde o Professor André explica mais sobre o curso e disponibiliza algumas aulas gratuitas. 😉

Segredos da Cespe

Eu tive acesso ao curso e me surpreendi com as dicas mencionadas (principalmente as aulas sobre técnicas de chute), por isso não pude deixar de indicá-lo para você que está se preparando para uma prova do Cespe. Além disso, o valor do curso é bem acessível, se você puder adquirir, vale muito a pena. 😉

Depois que você conhecer e compreender o processo de avaliação da banca e perder o medo de chutar (por aplicar as técnicas de chute comprovadas), nada mais vai impedir você de atingir seu objetivo.

Acredite na sua capacidade. Prepare-se de maneira eficiente. Acredite em você. Se você quer, você pode ser concursado!

Se esse artigo ajudou você, deixe um comentário logo abaixo.

Um abraço,

Tanaína.

Idealizadora do projeto Quero Ser Concursado. Tem como missão ajudar concursandos a aprenderem a estudar de acordo com o funcionamento do cérebro, através de um método baseado nas mais recentes descobertas da neuroaprendizagem.

CONTEÚDO VIP

Insira seu e-mail abaixo e receba gratuitamente dicas surpreendentes sobre como estudar para concursos públicos!

Fique tranquilo, NUNCA enviamos spam!